'Estamos com 100% da frota nas ruas', diz dirigente do sindicato dos Rodoviários


'Estamos com 100% da frota nas ruas', diz dirigente do sindicato dos Rodoviários


Data: 09/10/2019

Todos os coletivos da frota de transporte público de Salvador continuam circulando normalmente, na manhã deste quarta-feira (8), de acordo com o presidente em exercício do Sindicato dos Rodoviários, Fábio Primo. 

"É natural ter (apreensão) com esse ruído (de greve da PM). Conseguimos ver policiamento nas ruas e mesmo assim, a gente fica apreensivo. Mas de fato, estamos com 100% da frota nas ruas", garantiu, em entrevista ao Metro1.

Suposta greve

O comandante-geral da Polícia Militar da Bahia (PM-BA), coronel Anselmo Brandão, já negou que a categoria tenha deflagrado greve ontem (8).

Ele afirmou que a tropa não obedeceu a declaração do coordenador-geral da Associação dos Policiais e Bombeiros e de seus Familiares do Estado da Bahia (Aspra/Bahia), o deputado estadual Soldado Prisco.

"Não tem greve. Há muito tempo ele tem feito essa bandeira política. Colocou hoje 300 pessoas dentro da Adelba e colocou vários para tentar greve. A tropa hoje não recepciona mais esse tipo de pessoa. A sociedade baiana precisa se tranquilizar, vamos continuar operando. A tropa confia em seu comandante. Todos unidos", disse à Rádio Metrópole.

Ao Metro1, o parlamentar disse que 10 mil pessoas participaram da assembleia realizada nesta tarde, no clube Adelba, em Patamares, na capital baiana. “Falta de diálogo da parte do governo. Já temos seis anos sem negociação. Já começou há meia hora e é por tempo indeterminado. Cerca de 10 mil miliares aprovaram”, afirmou para reportagem.

O Governo do Estado, por meio de nota enviada pela Secretaria da Comunicação, reforçou que a Polícia Militar não está em greve. De acordo com o comunicado, a Polícia Militar da Bahia “garante o policiamento ostensivo em todo o estado e tranquiliza a população, que deve manter sua rotina normalmente. Reforça que o responsável pelas operações nas ruas é o Quartel do Comando-Geral, que está pronto para atender a todas as demandas da sociedade”. Adianta ainda que, os policiais que não atenderem suas escalas responderão conforme Legislação Militar.

*Com informações do site metro1