Banqueiros e economistas divulgam carta aberta pedindo medidas mais eficazes para o combate à pandemia


Banqueiros e economistas divulgam carta aberta pedindo medidas mais eficazes para o combate à pandemia


Data: 21/03/2021

Tudo isso tem que ser aplicado de maneira clara e contundente diante do quadro nacional de pandemia que se avoluma rapidamente pelas mortes apresentadas diariamente, não é só o fator de cobrar medidas mais eficazes ao se observar que pode não ter especialistas para tal ato, vários ministros na pasta da saúde já sentaram e se levantaram com demissão e todos que cobram E não apresentaram solução alguma.

É natural que os planos e projetos devem ser cobrados, porém há dependência de recebimento por parte de produção e logistica.

a vacinação deverá ser executda de forma rápida, mas para isso tem-se que ter a vacina. 

Tenham certeza se a Lei for cumprida de modo certo e não havendo furar fila, tá ficando difícil de se encontrar um leito de UTI COVID-19; veja o que apresenta o site metro1 sobre a carta aberta assinada por tantos e respeitáveis economistas.

"Grande parte dos principais banqueiros e economistas do país assinaram e divulgaram, hoje (21),carta aberta que pede medidas mais eficazes para o combate à pandemia de coronavírus. 

Entre as mais de 500 assinaturas estão nomes ligados ao mercado financeiro como José Olympio Pereira (presidente do Credit Suisse), Roberto Setubal e Pedro Moreira Salles (co-presidentes do conselho de administração do Itaú Unibanco), Solange Srour (economista-chefe do Credit Suisse) e Octavio de Barros (antigo economista-chefe do Bradesco).

As famílias Setubal e Moreira Salles estão entre as famílias mais ricas do país e são donas de grandes companhias. Os Setubal têm participação acionária na Itaúsa, por exemplo, enquanto os Moreira Salles também controlam empresas como a CBMM (Companhia Brasileira de Metalurgia e Mineração), a Revista Piauí e o Instituto Moreira Salles.

Também assinam ex-presidentes do Banco Central, como Armínio Fraga, Affonso Celso Pastore, Gustavo Loyola e Ilan Goldfajn e ex-minitros da Fazenda, como Pedro Malan, Marcílio Marques Moreira e Ruben Ricupero".

 

#Banqueiros #e #economistas #divulgam #carta #aberta #pedindo #medidas #mais #eficazes #para #o #combate #à #pandemia