Após 8 anos, Bahia deixa liderança de ranking de assassinatos no Brasil, aponta anuário


Após 8 anos, Bahia deixa liderança de ranking de assassinatos no Brasil, aponta anuário


Data: 10/09/2019

A Bahia deixou, pela primeira vez em pelo menos 8 anos, o posto de estado com maior número de assassinatos no Brasil, segundo dados do Anuário Brasileiro de Segurança Pública 2019, divulgado nesta terça-feira (10).

De acordo com o estudo, que levou em consideração números do ano passado, a unidade da federação foi ultrapassada no ingrato ranking pelo Rio de Janeiro, palco de grave crise econômica que se refletiu também na segurança pública do estado. Com o resultado, a Bahia passou à vice-liderança.

O anuário revelou ainda queda de 5,8% na quantidade absoluta de crimes violentos letais intencionais (CVLIs) registrados no estado, saindo de 6.979 em 2017 para 6.346 no ano passado. Os CVLIs englobam homicídio doloso, latrocínio (roubo seguido de morte), lesão corporal seguida de morte, mortes decorrentes de intervenções policiais e policiais civis e militares vítimas de alguma dessas ocorrências.

Ainda conforme o levantamento, feito pelo Fórum Brasileiro de Segurança Pública, apesar da redução, o estado teve aumento no número de assassinatos cometidos pelas forças policiais. De 2017 para 2018, o número subiu de 726 para 794, o que o coloca como a terceira unidade da federação com maior número desse tipo de ocorrência. 

Outro dado levantado pelo anuário é a taxa de homicídios por 100 mil habitantes. Neste sentido, a Bahia aparece em décimo lugar, com 42,8, mostrando que os dados absolutos não necessariamente se refletem nos proporcionais. Roraima é líder no quesito, com taxa de 66. 

Procurada, a Secretaria de Segurança Pública da Bahia (SSP-BA) disse que não tinha posicionamento sobre o estudo.

Fonte: Site Bnews