Alemanha julga ex-guarda nazista por mais de 5 mil mortes


Alemanha julga ex-guarda nazista por mais de 5 mil mortes


Data: 13/08/2019

A Justiça marcou para outubro o que deve ser um dos últimos julgamentos de crimes nazistas, desta vez de um ex-membro da SS (organização paramilitar durante o regime nazista) de 92 anos por ser cúmplice na morte de 5.230 prisioneiros no campo de concentração de Stutthof, na Polônia.

Bruno D. atuava como guarda no campo, e é acusado de envolvimento em assassinatos cometidos entre agosto de 1944 e abril de 1945, quando trabalhou no local. Ele tinha entre 17 e 18 anos e integrou a máquina "de assassinatos em massa" no campo de concentração por ser guarda da SS, segundo a Promotoria. Devido à idade que Bruno tinha, o processo será analisado por um Tribunal Juvenil.

Fonte: site metro1