Advogado detido pela polícia denuncia abuso de autoridade


Advogado detido pela polícia denuncia abuso de autoridade


Data: 22/07/2021

Um advogado de Belo Horizonte afirma que sofeu abuso de autoridade e truculência por parte de policiais militares. João Henrique Pinto Farah foi detido na última segunda-feira (19), após desentendimentos no momento da demissão de duas funcionárias de uma agência de modelos. “Misto de raiva, indignação e vergonha. É surreal. Eu nunca pensei que fosse passar por isso na minha vida”, disse o advogado.

João Henrique é advogado e proprietário da agência. Ele explicou que foi até a empresa para providenciar os desligamentos. Uma das funcionárias teria acionado a polícia. "Ela chamou a polícia sob o pretexto de que eu teria a agredido", disse, negando a acusação.

O advogado teria dito que não seria conduzido sem um representante da OAB, já que estava lá a trabalho, mas o pedido foi recusado pela polícia. Em entrevista, ele afirmou que foi jogado no chão, recebeu um "mata-leão", teve o celular tomado e teve a cabeça imobilizada no chão.

O comando de policiamento da capital divulgou nota informando que, ao serem acionados, os policiais queriam ouvir a versão do advogado, que teria tentando deixar o local sem prestar esclarecimentos. Por isso, "foi necessário o uso de força moderada." 

Farah afirmou que pretende ajuizar ação de reparação civil contra as duas funcionárias e ainda acionar o Ministério Público e a corregedoria da Polícia Militar.

 

 

 

#Advogado #detido #pela #polícia #denuncia #abuso #de #autoridade